• Hamilton Moto Aventura

NOVA DUCATI PANIGALE V4 R AINDA MAIS POTENTE

Dois dias antes da apresentação dos lançamentos 2019 no EICMA, o salão de Milão, a Ducati antecipou as principais novidades para a linha do próximo ano. A Panigale V4 R como variação ainda mais racing da superbike da marca, destinada a ser homologada para competir no Mundial de Superbike 2019; as renovações da Diavel com motor 1260 e da Hypermotard com o 950; e uma versão mais completa da Multistrada 950, a S.   

 

Começando pela esportiva, a Panigale V4 lançada com motor 1.103cc não competiu no Mundial de superbike deste ano por exceder a cilindrada máxima permitida para motores de 4 cilindros. A Ducati seguiu competindo com a Panigale R, cada vez mais próxima da dominância da Kawasaki, e agora lança uma variação da V4 que será homologada para a temporada 2019. 


O motor V4 derivado da MotoGP foi ajustado para 998cc, não tem compromisso com entrega linear e força desde baixas rotações como o 1.103cc e recebeu componentes internos mais leves. O resultado é o ganho de rotações mais rápido em altos regimes, atingindo 2.250 rpm a mais e 221 cv a 15.250 rpm. Pode alcançar 234 cv a 15.500 rpm com escapamento completo Akrapovic.


O peso total da Panigale V4 R foi reduzido em 2 kg quando comparado à versão S, e a carenagem de fibra de carbono revista aproveita a experiência da marca na MotoGP. Por isso incorpora os apêndices aerodinâmicos (“asas”) que melhoram a estabilidade e reduzem a dependência dos controles eletrônicos.


Diavel 1260 e nova Hypermotard  


Outra novidade vem da renovação da Diavel, que ganha o motor 1260 já disponível na XDiavel. O modelo originalmente lançado em 2010 chega a uma segunda geração redesenhado, com chassi revisto e o motor de 1.262cc que atinge 159 cv a 9.500 rpm e 13,1 kgf.m a 7.500 rpm. Na versão mais esportiva S ganha suspensões multiajustáveis Öhlins, quickshifter bidirecional e componentes de freio superiores.    


A supermoto Hypermotard, vendida no Brasil anos atrás, também foi renovada no exterior. O motor de 937cc atinge 114 cv, a moto ficou 4 kg mais leve e o pacote eletrônico foi atualizado. O cornering ABS inclui uma função que permite o deslizamento da roda traseira, e se junta aos controles de tração e empinada. Na versão SP p quickshifter é bidirecional, assento plano, suspensões Öhlins e rodas forjadas Marchesini. 


Por fim, a Multistrada 950 recebe uma versão mais completa S. Foram acrescentados ajuste eletrônico de suspensão, cornering ABs, quickshifter bidirecional, faróis de LED, painel TFT e cruise control.     



Fonte: Revista Duas Rodas

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Há 10 anos fazendo a diferença
aumente o som
Participe AO VIVO do nosso programa na TV DIGITAL STUDIO "S"  fazendo perguntas para nosso entrevistado através das plataformas digitais Facebook, Instagram, Youtube e aqui no nosso portal,
siga nas redes sociais
  • Branca Ícone Instagram
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon